Endocrinologia

Fofinhos,Gordinhos ou Doentes?

O que o excesso de peso tem causado às crianças

Exclusivo Portal

A obesidade, mal que tem prejudicado a saúde de milhares de pessoas em todo o mundo, não é apenas problema de gente grande. No Brasil, o percentual de crianças com excesso de peso, entre 5 e 9 anos, já chega a 33,5% e chama a atenção para a questão, que de acordo com a Organização Mundial de Saúde, é um dos problemas de saúde pública mais graves do século XXI. O que assusta é que do jeito que as coisas tem caminhado, poderemos ter 75 milhões de crianças com sobrepeso e obesidade no Brasil já em 2025.

A criança é considerada obesa quando seu peso corporal ultrapassa em 15% o peso médio correspondente a sua idade. E o pior é que, quase sempre, a obesidade não vem sozinha: Hipertensão arterial, diabetes tipo 2, níveis elevados de colesterol no sangue e problemas psicológicos, como a baixa autoestima, imagem corporal negativa e depressão, são alguns dos sintomas que infelizmente têm completado o quadro preocupante e que com o avanço da idade só tende a piorar.

Sedentarismo e maus hábitos alimentares são dois dos mais importantes causadores do ganho de peso tanto na vida adulta, como na infância. Por isso, algumas dicas dos especialistas aos pais para reverter essa situação tão preocupante são: realizar acompanhamento periódico com o médico pediatra, incentivar a prática de atividades esportivas, reduzir o tempo diante das telas (tv, games, computadores e celulares), habituar as crianças a comer menos e mais vezes ao dia, substituir consumo de refrigerantes, bolachas, doces e frituras por alimentos mais nutritivos como frutas, legumes, verduras e carnes magras de forma variada, colorida e atraente aos pequenos, fazer refeições em família e finalmente procurar explicar a importância dos hábitos saudáveis desde criança.

+ Saiba mais

Artigos Relacionados

'