Warning: file_get_contents(): http:// wrapper is disabled in the server configuration by allow_url_fopen=0 in /home/revcorpore/public_html/wp-content/themes/corpore/single.php on line 23

Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/?ids=http://revistacorpore.com.br/revista/unhas-salvo-das-micoses/): failed to open stream: no suitable wrapper could be found in /home/revcorpore/public_html/wp-content/themes/corpore/single.php on line 23
Beleza e Estética

Unhas a salvo das micoses

Tratamento diferenciado para a onicomicose permite resultados para quem quer ter unhas perfeitas em todas as estações

Locais úmidos e quentes como chuveiros, vestiários, piscinas e praias são exemplos de ambientes que frequentemente abrigam fungos. Isso significa que utilizar esses espaços descalço é um fator de risco para adquirir a onicomicose, mais conhecida como micose de unha. Em climas frios, o uso de calçados fechados e a forma inadequada de enxugar os pés também são outros fatores que favorecem a proliferação de fungos e o surgimento da doença.

Por esse motivo, se as suas unhas apresentam manchas, deformidades, estão esfarelando, esbranquiçadas ou escurecidas, mais grossas e duras, descoladas nos cantos, ou então o tecido ungueal (pele ao redor da lâmina) está inflamado, esse é o momento de procurar os serviços de um profissional qualificado em Podologia, para que a situação não se agrave ainda mais. “Somente em casos mais graves, a onicomicose pode causar dor. No entanto, precisa ser tratada o quanto antes para não se tornar uma porta de entrada para outras infecções”, alerta a podóloga Schirley de Souza, que busca tratar os seus pacientes da forma mais natural possível.

Em menor tempo de tratamento

O maître Gilmar Gregório da Silva, 39 anos, viveu os transtornos de uma micose de unha que adquiriu na praia. “Quando a unha começou a esfarelar e eu percebi a pele inflamada, consultei um dermatologista, que me prescreveu medicação; porém recomendando que eu procurasse um podólogo para um resultado mais efetivo”, conta o maître, que chegou a fazer tratamento com dois profissionais por mais de seis meses, sem resultado. “Desanimado, desisti de tratar a micose por um tempo, até que comecei a sentir dor e procurei a Schirley, que solucionou meu problema”. Gilmar relatou ainda que, com uma boa higiene a cada 15 dias e o corte e lixamento corretos da unha, além do uso de medicamentos tópicos, em três meses o aspecto da unha mudou. “Estou quase curado!”, comemora.

Por meio de uma higienização completa, que deve ter continuidade em casa, e a preparação correta da unha para a aplicação de medicamentos fitoterápicos e do laser, quando necessário, a podóloga consegue obter resultados satisfatórios em menor tempo. “Os pacientes que começam o tratamento e seguem as minhas orientações, higienizando sempre os calçados, apresentam ótimo resultado em poucos meses!”, assegura a profissional. Schirley também é especialista em pé diabético, trata verrugas plantares, olhos de peixe e excesso de hiperqueratose (calos e calosidades).

+ Saiba mais