Dentistica Restauradora / Odontologia Estética

Sorriso em mais harmonia com o rosto

A odontologia estética ganha cada vez mais aliados para resgatar a funcionalidade e o poder de você sorrir com mais naturalidade

Seja na tecnologia empregada nos materiais, nos produtos que tornam mais simples o resgate da beleza, principalmente da funcionalidade dos dentes, seja nas novas técnicas empregadas por profissionais cada vez mais especializados, a odontologia estética está ganhando cada vez mais aliados.

Ao longo da vida, nossos dentes sofrem desgastes – consequências das tensões, da má oclusão, de doenças periodontais, além da falta de uma boa manutenção. Daí a importância de uma boa higienização e a constante ida ao dentista. Já a beleza do sorriso deve estar sempre ligada ao resgate da sua saúde, funcionalidade e de poder voltar a sorrir com qualidade.

Nesse intuito, para a preservação da saúde e da beleza, a odontologia moderna evoluiu e permite modificar os dentes em seus formatos, cores, posicionamento, corrigir assimetrias faciais e disfunções, contando com novos materiais adesivos que proporcionam a substituição de restaurações e próteses por resinas e porcelanas livres de metais. Isto sem falar que correções estéticas com facetas e lentes de contato ampliaram ainda mais os resultados, com maior rapidez e segurança.

As inovações na odontologia trouxeram também novidades na área da periodontia, como as técnicas de enxertos gengivais, ósseos, que salvam e recuperam dentes comprometidos, bem como a utilização de plasma rico em fibrina (PRF) para melhora da cicatrização e reparação dos enxertos, tanto ósseos quanto em tecidos moles. Além disso, o uso da toxina botulínica tipo A (botox) e de preenchimentos com ácido hialurônico foram associados para facilitar e agilizar ainda mais os tratamentos estéticos e funcionais.

“Associar a função estática, reabilitar a mecânica intraoral e o sistema mastigatório e eliminar a dor são os primeiros passos de um plano de tratamento, que envolve diversas vezes o trabalho de outros especialistas na odontologia”, explica a cirurgiã-dentista Dra. Maria Bibiana Bartolomei Grassi, mestre em Periodontia, que atua há 18 anos e acaba de chegar de um curso de atualização nos Estados Unidos na sua área.

Novo sorriso

“Tinha problemas na arcada dentária, como mordida profunda, problemas na gengiva, dentes afastados e mal posicionados, raiz exposta e restaurações em péssimas condições, mas consegui recuperar tudo isso, graças a esses avanços da odontologia”, revela o empresário Pedro Generoso Barbosa, 60 anos, que ganhou novo sorriso, autoestima e muita vontade de sorrir. “Foi o melhor investimento que fiz na vida!”, comemora.

Sendo assim, com o avanço na odontologia estética, as pessoas contam hoje com uma gama enorme de possibilidades para melhorar a mecânica intraoral e a estética não só do sorriso, mas até da face como um todo. “Várias técnicas podem ser associadas para deixar o sorriso em mais harmonia com o rosto, restabelecendo as funções dos dentes quando necessário”, destaca a Dra. Maria Bibiana.

Esses avanços foram também responsáveis pela reabilitação oral da empresária Margareth Nejman, 62: “Precisei fazer enxerto ósseo, raspagem da gengiva e reabilitar vários dentes. Depois foram utilizadas facetas, e estou muito satisfeita com o resultado. Além de recuperar a saúde bucal, ganhei um novo sorriso e uma aparência mais jovem”, realça a paciente.

Técnicas agregam recursos da medicina dermatológica

Além da possibilidade da transformação estética pela realização de mínimos desgastes dentários e o uso de compostos inovadores, a odontologia também agrega alguns recursos da medicina dermatológica para corrigir problemas de deformidades e disfunção. É o caso da toxina botulínica tipo A, que corrige sorrisos gengivais e até problemas de bruxismo. Já o ácido hialurônico preenche espaços e depressões na cavidade oral. Evidentemente, é importante que o profissional possua treinamento específico e o conhecimento necessário sobre a utilização dessas substâncias, mesmo já sendo conhecedor das afecções faciais e da cavidade oral, para realizar a aplicação com toda segurança.

Para quem apresenta sorriso gengival, em que a gengiva fica muito evidente ao sorrir, o botox é atualmente a opção mais utilizada para corrigir o problema, pois se trata de um procedimento minimamente invasivo que não necessita de anestesia ou pós-operatório: “A substância é injetada dentro dos músculos responsáveis pela elevação do sorriso, causando uma fraqueza muscular no local que alivia a expressão e, como consequência, corrige a assimetria do sorriso”, esclarece Dra. Bibiana. O efeito é verificado já nas primeiras 48 horas após a aplicação, mas somente após duas semanas ele é completo. Os resultados duram de 4 a 6 meses, quando nova aplicação se torna necessária. Nesses casos, evita uma cirurgia mais invasiva.

Quanto ao bruxismo – caracterizado pela atividade muscular mastigatória que provoca transtorno involuntário e inconsciente de movimento (excessivo apertamento e/ou ranger dos dentes durante o sono) –, a toxina botulínica tipo A também tem sido utilizada por especialistas em ATM como método terapêutico com bons resultados. Até mesmo vem sendo aplicada com sucesso em pacientes com enxaquecas e cefaléias causadas pela mordida profunda. Nesse sentido, a especialista alerta: “Cada caso é um caso e precisa ser avaliado para a indicação correta do tratamento”.

Bichectomia embeleza, além de corrigir assimetrias e disfunção

Uma técnica ainda recente, que vem conquistando inúmeros adeptos, é a bichectomia, ou cirurgia das bochechas. Esse procedimento cirúrgico é indicado para melhorar o contorno facial, tornando o rosto mais fino – com efeito “blush” -, e que também corrige assimetrias. A cirurgia é realizada através de incisão simples em cada lado da cavidade oral (dentro da boca), por onde é retirada a bolsa de gordura existente por debaixo das bochechas (“bolas” de Bichat), que é removida facilmente por um cirurgião-dentista devidamente habilitado para tal.

A gordura retirada com a bichectomia é similar a qualquer outra existente no corpo, porém ela não é reduzida ou consumida com o emagrecimento. Daí a necessidade de intervenção cirúrgica para afinar o contorno do rosto. É uma cirurgia rápida e segura, realizada sob sedação oral e anestesia local, mas pode apresentar complicação pós-operatória se não for bem executada. “A bichectomia ainda serve para corrigir a mordida involuntária das bochechas e atrofias da face (um lado maior do que o outro) e não apresenta qualquer complicação futura com o envelhecimento natural da face. Além disso, o pós-operatório é de recuperação rápida”, garante a cirurgiã-dentista.

Os resultados podem ser observados desde o momento em que a cirurgia é executada, e não há sangramentos. Apenas pequenos cuidados pós-cirúrgicos são necessários, como tomar medicamento para evitar a dor, usar bolsa de gelo para o inchaço e evitar a mastigação de alimentos duros nos três primeiros dias. A bichectomia pode ser realizada isoladamente ou dentro de um plano de tratamento.

Marque uma consulta e descubra quais desses recursos da odontologia moderna poderão restaurar o seu sorriso e a beleza da sua face de forma natural!

+ Saiba mais
'