Warning: file_get_contents(): http:// wrapper is disabled in the server configuration by allow_url_fopen=0 in /home/revcorpore/public_html/wp-content/themes/corpore/single.php on line 23

Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/?ids=http://revistacorpore.com.br/revista/jovialidade-aparencia-jovem-em-qualquer-tempo/): failed to open stream: no suitable wrapper could be found in /home/revcorpore/public_html/wp-content/themes/corpore/single.php on line 23
Beleza e Estética

Jovialidade – Aparência jovem em qualquer tempo

Manter uma aparência mais jovem, por mais tempo, já é possível, associando produtos, técnicas e procedimentos minimamente invasivos

jovialidade-aparencia-jovem-em-qualquer-tempo+deborah-torre

A última década foi marcada pelos avanços na área da beleza: dermocosméticos, estimuladores de colágeno, peelings, preenchimentos, tecnologias a laser, cirurgias e até suplementos. Todos oferecendo resultados, seja na recuperação, tratamento de manchas, seja na melhora da textura e das marcas de expressão, cada um potencializando e realçando a beleza inerente a cada pessoa.
Para conferir alguns desses avanços, a médica dermatologista Deborah Torre nos mostra e explica quais são os recomendados para revitalizar, prevenir ou amenizar a ação do tempo, não importando a faixa etária em que se estiver.
“Antes de tudo é preciso ter a consciência de que a pele reflete aquilo que fazemos com nosso corpo. Pegar sol sem proteção diária, deixar de hidratar a pele, ter uma dieta pobre em nutrientes e beber pouca água afetarão não só a pele, mas a saúde do organismo, a vitalidade e disposição”, ressalta a especialista. De acordo com a dermatologista, a prevenção é a chave da beleza e deve ser estimulada sempre, desde cedo, ainda na adolescência.
Hoje, com todo esse avanço, já é possível melhorar inúmeras imperfeições do rosto, colo, pescoço, mãos e outras áreas do corpo; mas o principal cuidado é o de sempre buscar um médico dermatologista de sua confiança. Só um especialista será capaz de recomendar tratamento que tenha ação efetiva e duradoura. “Em se tratando do rosto, precisamos de profissional especializado. Então, não recorra a tratamentos ou cremes ‘milagrosos’ sem o aval de um bom dermatologista”, alerta Dra. Deborah. “Evitar riscos também é prevenção”, declara.

 

Antes dos 30

A palavra-chave antes dos 30 anos é a fotoproteção. Evitar, assim, a ação nociva dos raios solares e usar protetor solar até em ambientes fechados, pois a luz artificial também emite radiação e mancha a pele, principalmente nessa faixa etária, em que poucas mulheres se preocupam com isso. Evitar também o consumo elevado de álcool, não fumar e praticar atividade física fazem refletir saúde e jovialidade na pele.

 

Na faixa dos 40

Em cada fase da vida da mulher, a pele apresenta características específicas. Após os 30 anos, a pele começa a perder um pouco da firmeza e a elasticidade, surgindo as primeiras rugas. Depois dos 40, com a queda natural na produção de hormônios e diminuição de colágeno e elastina na pele, os sinais do tempo já são visíveis e as linhas de expressão e rugas mais acentuadas. É quando as funções da pele são afetadas, apresentando diminuição do tônus e aumento da flacidez. Nessa fase, a mulher precisa redobrar os cuidados.
Nesse período ainda, as manchas do sol ficam mais visíveis, principalmente em pessoas de pele clara; ainda por causa da influência hormonal, do uso de anticoncepcionais e das gestações, torna comum a ocorrência de melasma, que são manchas que, normalmente, atingem o buço e as maçãs do rosto. Isso ocorre porque os hormônios fazem a pele se pigmentar de modo mais fácil sob a radiação ultravioleta, e o sol é o gatilho para aumentar o tamanho e a quantidade das manchas, além da influência genética. Por isso, o cuidado com o sol é tão importante.

 

Agora, passados os 50

A pele da mulher nessa faixa etária, até os 60 anos, já apresenta sinais bem aparentes, pois se torna mais fina, flácida, frágil e desprotegida. Essa é a fase em que a maioria das mulheres se preocupa em minimizar os sinais do tempo e buscar ajuda especializada para revitalizar a pele. É quando os resultados de um tratamento adequado podem mudar a autoestima das pessoas.
Erci Fontoura percebeu, aos 63 anos, que os sinais de envelhecimento estavam deixando seu rosto com um aspecto cansado. Foi quando resolveu tomar providências para reverter a situação. “Desde então passei a procurar tratamentos para minhas rugas e algumas manchas na pele. E a busca valeu a pena, pois confiei no especialista e fiz alguns procedimentos”, destaca.
Dra. Deborah nos revela que para essa faixa de idade geralmente associam-se alguns procedimentos, como a utilização de cremes específicos e o uso da Luz Pulsada, uma tecnologia segura que estimula a produção de colágeno, trata sardas, lesões vasculares, manchas, flacidez e rugas, amenizando-as e melhorando a qualidade da pele. O uso de peelings também se faz necessário, pois eles estimulam a renovação e a redução de manchas; existem diversos tipos de peelings, que são classificados em superficiais, médios e profundos. Tudo vai depender da composição mais apropriada a cada caso. “Para os sinais mais aparentes, profundos, aplicamos o laser de CO2 fracionado, que consiste em vários microsfeixes de luz que atingem micropedaços da pele, o que torna a reepitelização mais rápida”, ressalta a dermatologista.

 

Rosto natural, em qualquer idade

O sucesso do tratamento, segundo a médica, é manter sempre o aspecto natural da face, sem exageros. Por isso, o uso da toxina botulínica e de preenchimentos deve ser feito dentro de um consenso do dermatologista. “Com a aplicação de ácido hialurônico, uma substância biocompatível e reabsorvível pelo organismo, preenchemos áreas que perderam volume e estimulamos a produção de colágeno. Assim repomos essas perdas em sulcos, olheiras e no famoso ‘bigode chinês’, melhorando o volume da face”, destaca Deborah.
Já a toxina botulínica tipo A atenua marcas de expressão, suaviza as rugas dinâmicas (aquelas que são formadas devido ao movimento dos músculos faciais, como testa, pés de galinha, entre outros). Também pode ser usada para arquear as sobrancelhas, levantando o olhar, e no pescoço. A dermatologista reforça que tanto o preenchimento como a toxina funcionam também em pacientes mais jovens de forma preventiva.
A modelo e representante comercial Mariana Ribas, 29 anos, tem bons motivos para estar sempre em dia com sua beleza. Preocupada com a aparência desde os 18 anos, ela nunca mais deixou de cuidar da pele e está atenta aos sinais do tempo, pois trabalha com sua imagem. “Quando comecei a perceber que algumas linhas de expressão estavam ficando mais aparentes, resolvi procurar um profissional, que recomendou a aplicação da toxina botulínica na área dos olhos e entre as sobrancelhas. Além de melhorar muito o aspecto da pele, ela funcionou como uma forma de prevenção, pois assim vou adiando a necessidade de um procedimento mais invasivo no futuro”, afirma Mariana. “Fiquei mais confiante e segura na hora de tirar as fotos, e as pessoas notaram que a minha pele ficou mais bonita e, assim, vou protelando os efeitos da idade”, salienta a jovem.
Para Erci Fontoura, o resgate da autoestima foi tanto que ficou mais estimulada até para praticar atividade física e cuidar melhor da alimentação. “Estou muito feliz com o resultado do tratamento, frequentemente recebo elogios por estar tão bem e aparentar ser mais jovem. Ficou tudo bem natural e me sinto mais estimulada para a vida!”, comemora.

 

Potencializadores da renovação celular

Microagulhamento
Dentre os mais recentes métodos de tratamento para a revitalização da pele está o microagulhamento, um procedimento que oferece a oportunidade de melhorar a aparência envelhecida por meio da redução de rugas, diminuição da flacidez facial, melhora da textura e aumento da luminosidade da pele. Projetado para fazer um rolamento de microagulhas na epiderme, o equipamento estimula a formação de colágeno e elastina e promove renovação celular. Após a primeira sessão, já se nota os resultados positivos.

Ácido L-polilático

Esse tratamento também é muito eficaz e utilizado para promover a firmeza e melhora da textura da pele. Trata-se da aplicação de ácido L-polilático (Sculptra®), um polímero biodegradável que, ao ser injetado na derme profunda (a segunda camada da pele), ativa a produção de colágeno, aumentando a espessura da pele e corrigindo as alterações no contorno do rosto. O produto estimula a produção de colágeno pelo próprio organismo, apresentando resultados evidentes a partir da segunda sessão, que permanecem por até dois anos. O importante é a indicação correta de cada tratamento, caso a caso.

+ Saiba mais