Arquivo do Tema-semana do mês Abril/2016

Tema da Semana

Lipoaspiração x Lipoescultura

Saiba o que é como funciona e para quem serve cada uma das técnicas

O Brasil já é líder mundial em cirurgias plásticas estéticas, e o que faz tantos brasileiros procurarem por essas intervenções é o desejo de aperfeiçoar a aparência, utilizando métodos mais rápidos e eficazes em relação a outros métodos estéticos ou que nem mesmo com a prática regular de atividades físicas e boa alimentação resolveriam, principalmente na retirada da gordura localizada.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a lipoaspiração é uma das cirurgias plásticas mais praticadas no nosso país.

Mas você sabe a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura? Eles só têm os nomes parecidos, mas na prática tem objetivos bem diferentes. Por isso, veja quais são as diferenças entre eles e saiba qual a mais indicada para você.

 

LIPOASPIRAÇÃO

O que é Lipoaspiração: A técnica é utilizada para retirar os excessos de depósitos de gordura em várias partes do corpo, como abdômen, coxas, braços, pescoço, cintura, costas, parte medial do joelho, peito, bochechas, queixo, pernas e tornozelos.  O procedimento pode ser classificado em pequeno, médio ou grande, variando de acordo com a quantidade de gordura retirada e partes do corpo abordadas. Segundo o cirurgião plástico Dr. Paulo Bettes, a quantidade a ser retirada deve ser no máximo aproximadamente 5% do peso corporal.

Como funciona a Lipoaspiração: “O processo aspira a gordura do corpo, através de cânulas para soltar o excesso de gordura. Essa gordura deslocada é aspirada para fora do corpo, através de um aspirador cirúrgico ou seringa ligada à cânula”, explica Dr. Paulo Bettes. A medida retirada geralmente é feita em litros de gordura e não diretamente em quilos na balança. Porém, os resultados e a melhora do contorno corporal serão percebidos depois que o inchaço e a retenção de líquido diminuírem. Nas primeiras três semanas, cerca de 80% do inchaço tende a desaparecer, já o restante vai sendo eliminado aproximadamente em seis meses.

Para quem serve a Lipoaspiração:

  • Adultos, com peso normal ou no máximo, cerca de 20-30% a mais do seu peso ideal que apresentem gordura localizada em determinadas regiões. Não sendo indicado para quadros de obesidade ou com objetivo de emagrecer grandes proporções.
  • Ideal para pessoas que tenham a pele firme e um bom tônus muscular, já que a cirurgia não retira o excesso de pele. Isso vai depender da capacidade de retração da pele do paciente.

LIPOESCULTURA

O que é Lipoescultura: Esse procedimento associa as técnicas de lipoaspiração com as de lipoenxertia. A gordura retirada, durante a lipoaspiração, é purificada e usada como enxerto para modelar ou até mesmo aumentar outras partes do corpo da paciente, como glúteos, mãos, mamas, vincos da face, depressões da pele, entre outras. “Um exemplo muito comum deste procedimento, é o aumento do bumbum. Retiramos a gordura de uma área que tenha mais concentração e a enxertamos na região glútea, dando um efeito de aumento”, revela Dr. Paulo Bettes.

Como funciona a Lipoescultura: Após a retirada da gordura corporal excedente por meio da lipoaspiração, o cirurgião plástico utiliza finas seringas para fazer o enxerto na região desejada, criando volume e uma nova forma no local. O procedimento cirúrgico dura, em média, duas horas. A recuperação e visualização dos resultados ocorre da mesma forma que a lipoaspiração. Em cerca de três semanas é possível ver os primeiros resultados, e somente após cerca de seis meses pode ser percebido o resultado final.

Para quem serve a Lipoescultura:

  • Adultos, que tenham gordura localizada, porém que estejam dentro do peso e apresentem falta de volume em determinada região corporal;
  • Além de pele firme e bom tônus muscular na região a ser retirada a gordura, é também necessário ter a pele elástica na região a ser enxertada a gordura, a fim de se obter resultados satisfatórios.

 

INFORMAÇÕES COMUNS NOS PROCEDIMENTOS

Ambas as técnicas são usadas para ajustar o contorno corporal, não para perder peso. Nesses casos é necessário acompanhamento clínico para orientação na perda de grandes perdas de peso e, por vezes, a indicação de cirurgias como a bariátrica.

Para realização de qualquer procedimento cirúrgico estético é necessário que a pessoas seja saudável que não tenham doença com risco de vida ou condições médicas que possam prejudicar a cicatrização, além de emocionalmente estável e ciente das limitações da cirurgia. É importante também seguir corretamente todas as recomendações do cirurgião plástico para o sucesso da cirurgia.

A lipoescultura, assim como a lipoaspiração, deve ser feita em hospitais e desempenhada por médicos credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

 

Tem dúvidas?  A Revista Corpore esclarece para você.  É só você fazer suas perguntas aqui no blog que nós e o cirurgião plástico Dr. Paulo Bettes respondemos a você.

 

Caso deseje, deixe seu e-mail que avisaremos assim que sua pergunta for respondida. (O e-mail não será divulgado no portal)

 

 

 

Nossa Fanpage

Newsletter